Embreagem de Mola Membrana

Detalhes da Embreagem de Mola Membrana

Gráfico
 
 

Função da embreagem
Devido aos avanços na indústria automobilística, os componentes da embreagem preenchem diversas funções que influenciam significativamente o conforto na condução do veículo, que resultam em uma direção suave, arrancadas rápidas, amortecimento de vibrações ou diminuição do ruído. Nossos engenheiros se adequaram a estas exigências. Uma embreagem moderna se caracteriza pela resistência à centrifugação, alta segurança na transmissão de torque, reduzido espaço para instalação, baixa força para o desengate e alta durabilidade. Os principais componentes de uma embreagem são: platô da embreagem, volante do motor e o disco da embreagem.

O platô da embreagem forma, com o volante e com o disco da embreagem, um sistema de atrito que é fixado ao volante através do aparafusamento da tampa. Assim, o platô garante a transmissão de torque do motor através do disco de embreagem ao eixo de entrada do câmbio. Nos anos 70, a embreagem de mola membrana substituiu as embreagens de molas helicoidais nos veículos de passeio. A força da placa de pressão para a transferência do torque e rotação do motor é fornecida desde então por uma mola membrana ou mola prato com linguetas. Para o motorista, a mola membrana é significativamente benéfica. Com ela, a força de rolamento é baixa, sendo necessária uma reduzida força ao pressionar o pedal de embreagem. De acordo com o projeto e o tipo de acionamento da embreagem, diferenciamos entre embreagem puxada (pull) e empurrada (push).

A clássica embreagem de mola membrana da LuK é uma embreagem empurrada (pull). O fluxo de torque percorre primeiramente através da tampa da embreagem parafusada ao volante do motor. A placa de pressão é fixada através de molas chapa à tampa da embreagem. Os lóbulos da placa de pressão sobressaem à placa de pressão e o diâmetro externo da mola membrana se apóia nestes lóbulos. A mola membrana é fixada na tampa através de rebites e anéis para pivotamento. O rolamento está posicionado de forma móvel no diâmetro externo do eixo-piloto (eixo de entrada) do câmbio. O torque é transferido através do disco de embreagem para o eixo de entrada do câmbio.