Procurar termo

A Schaeffler implementa o programa RACE

Pressrelease Stage Image

06-03-2019 | Sant Just Desvern

  • Programa desenhado para aumentar de forma sustentável a eficiência e otimizar o portefólio da Divisão de Automotive OEM
  • Pretende proteger e fortalecer o valor acrescentado a longo prazo em três etapas (2019-2024)
  • A etapa inicial centra-se em seis alavancas de benefícios
  • As medidas da etapa I destinam-se a melhorar os benefícios em aproximadamente 90 milhões de euros (100 pontos básicos da margem EBIT)
  • O objetivo de médio prazo é alcançar uma percentagem da margem EBIT antes de rubricas extraordinárias de valores elevados de um dígito

Durante a sua conferência de imprensa anual, realizada hoje, a Schaeffler AG anunciou o programa RACE, desenhado para aumentar de forma sustentável a eficiência da Divisão de Automotive OEM e otimizar o seu portefólio. O acrónimo RACE significa "Regroup Automotive for higher Margin and Capital Efficiency" (Reorganização de Automotive para uma maior margem e eficiência do capital). Matthias Zink, CEO da Divisão de Automotive OEM, é o responsável do programa no Executive Board da Schaeffler AG. Tal como o procedimento adotado no programa CORE da Divisão Industrial, o RACE é constituído por três etapas. A etapa inicial do programa, que começou a 1 de janeiro de 2019, cobre os próximos 18 a 24 meses.

O programa tornou-se necessário devido a uma série de fatores externos e internos que debilitaram consideravelmente a margem EBIT da Divisão antes de rubricas extraordinárias em 2018.

Para abordar este problema, o objetivo fundamental do RACE consiste em melhorar de forma sustentável a margem durante os próximos três a quatro anos e gerar uma percentagem da margem EBIT de valores elevados de um dígito.

A Divisão prevê obter esta melhoria da margem através de uma série de medidas centradas em seis alavancas de benefícios: (1) otimizar a presença na Europa, (2) otimizar o portefólio do negócio, (3) reduzir constantemente os custos gerais, aumentar (4) a eficiência de P&D e (5) a eficiência do capital, e (6) melhorar de forma sustentável a carteira de encomendas. As medidas afetam o conjunto das quatro áreas de negócio (sistemas de motor, sistemas de transmissão, e-Mobility e sistemas de chassis), assim como às funções corporativas a nível interno e externo da Divisão, e afetarão principalmente a Europa.

"As medidas e as decisões da RACE fazem frente à pressão sobre as margens em determinadas áreas de produtos, assim como à diminuição das margens brutas", explicou Matthias Zink. "Ao mesmo tempo, queremos continuar a reduzir a magnitude com a qual dependemos do motor de combustão interna utilizando, na qualidade de parceiro tecnológico inovador dos nossos clientes, com maior intensidade as oportunidades que oferecidas pelos campos de hibridação e de eletrificação. Neste processo, a nossa disciplina em termos de custos e capital será muito mais rigorosa. Além disso, reduziremos o número de produtos que geram margens reduzidas e aumentaremos a proporção de produtos com margem mais elevada. Vamos analisar com detalhe os produtos que são gradualmente eliminados ou que não gerem rendimento suficiente. Além disso, alocaremos os nossos investimentos em P&D e o nosso capital de forma a beneficiar particularmente os produtos de alto rendimento e as soluções de sistema, assim como as áreas estratégicas orientadas para o futuro, como a e-Mobility e a condução autónoma."

Como parte da primeira fase do programa RACE, a Divisão tem previsto consolidar ainda mais a sua rede de fábricas europeias. Isto irá provavelmente afetar cinco localidades europeias onde a Divisão Automotive OEM possui unidades de produção. Todas as medidas planeadas serão tratadas antecipadamente com representantes dos empregados, conforme acordado no Contrato para o futuro assinado no ano passado. Ambas as partes farão um grande esforço para encontrar soluções socialmente responsáveis, sem demissões ou encerramento de fábricas. Com base nisto, a consolidação envolverá principalmente a eliminação ou combinação de atividades. Até ao momento, espera-se que estas mudanças resultem numa redução de aproximadamente 900 postos de trabalho, incluindo cerca de 700 na Alemanha. Esses números incluem a eliminação de atividades secundárias nas áreas de negócio de Motor e Sistemas de transmissão. O rácio de P&D (os investimentos em P&D como percentagem do volume de negócio) da Divisão de Automotive OEM será limitado a 8 a 8,5% em 2019 e 2020, considerando a norma IFRS 15. Além disso, no mesmo período, os investimentos (Capex) serão limitados a 900 milhões de euros anuais. Por último, a Divisão aumentará a sua carteira de encomendas em termos de e-Mobility e unidades mecatrónicas de chassis até um número de 1.500 a 2.000 milhões de euros anuais durante os próximos três anos.

Klaus Rosenfeld, CEO da Schaeffler AG, assinalou: "Depois de ter terminado com sucesso as duas primeiras etapas do programa de eficiência CORE na Divisão Industrial dois anos antes do originalmente previsto e de estar a implementar atualmente uma terceira fase chamada FIT, o nosso foco principal é agora aumentar a eficiência da nossa Divisão Automotive OEM. Tenho a certeza de que podemos transferir a nossa experiência com o CORE para a estruturação e implementação do RACE. O programa RACE representa outro elemento importante na transformação do Grupo Schaeffler. O foco é aumentar a eficiência e otimizar o portefólio. Estamos totalmente decididos a executar sistematicamente o programa, o que nos permitirá aceder a novas oportunidades de crescimento. Neste processo, confiamos principalmente no nosso know-how tecnológico e na nossa força inovadora".

Afirmações e previsões que fazem referência ao futuro
Determinadas declarações deste comunicado de imprensa são afirmações orientadas para o futuro. De acordo com a sua natureza, as declarações focadas no futuro implicam geralmente uma série de riscos, incertezas e pressupostos que podem fazer com que os resultados ou as evoluções reais variem consideravelmente das previsões expressas. Estes riscos, incertezas e pressupostos podem incidir negativamente no resultado e nas consequências financeiras dos planos e desenvolvimentos aqui descritos. Não existe nenhuma obrigação de publicar atualizações ou revisões das previsões aqui expressas devidas a novas informações, desenvolvimentos futuros ou outros motivos. O destinatário do presente comunicado não deve confiar excessivamente nas afirmações prospetivas que refletem exclusivamente a situação na data do comunicado. As afirmações incluídas no presente comunicado sobre as tendências ou os desenvolvimentos do passado não devem ser consideradas uma previsão de que essas tendências ou desenvolvimentos serão mantidos no futuro. O aviso acima também deve ser considerado em relação a qualquer declaração escrita ou oral efetuada pela Schaeffler, ou por pessoas que atuem em seu nome.

Editor: Schaeffler Iberia, S.L.U.
País: Portugal

Downloads

Comunicados de imprensa

Pacote (Comunicado de imprensa + meios)

Compartilhar página

A Schaeffler aplica os cookies para garantir o melhor uso possível. Ao usar este b site você estará concordando com a aplicação destes cookies. Mais informações

Aceitar