Procurar termo

Monitorização do lubrificante

Descrição do produto
Monitorização do lubrificante

A vida nominal do lubrificante utilizado é um fator determinante para a duração de vida útil do rolamento. Dependendo da aplicação, pode ser usado para a monitorização, um sensor de massa ou de óleo lubrificante. O lubrificante pode ser atestado ou substituído atempadamente, antes que possam ocorrer danos.

Variantes do produto
Monitorização do lubrificante: Wear debris check

Wear debris check

Os sensores de partículas deste tipo permitem detetar com antecedência o desgaste em mecanismos industriais submetidos a grandes cargas com base nas partículas existentes no óleo. As partículas de desgaste podem indicar a possível falha do mecanismo, com uma antecedência de vários. A monitorização das partículas no lubrificante permite identificar os danos atempadamente. Isto ajuda a prevenir danos secundários e paragens não programadas. O sensor de partículas é instalado no caudal secundário do sistema de recirculação do lubrificante no mecanismo a montante do filtro, ou num circuito separado.

As aplicações típicas para a FAG Wear Debris Check são, por exemplo, os mecanismos de equipamentos utilizados na exploração de matérias-primas, redutores planetários em turbinas eólicas ou sistemas de propulsão de barcos.

O sensor de partículas apresenta as seguintes propriedades:
  • Monitorização da quantidade de partículas no óleo
  • Diferenciação das partículas em metais férreos e não férreos
  • Classificação das partículas de acordo com o tamanho
  • Opção de integração num sistema de monitorização online para ligação dos dados das partículas com os das vibrações

Quando se combinam os produtos de monitorização de óleo com os de monitorização de vibrações, é possível detetar antecipadamente os possíveis danos em mecanismos de lubrificação com recirculação para determinar a causa desses mesmos problemas. Desta forma, é possível evitar a ocorrência de paragens ou danos secundários.

Monitorização do lubrificante: GreaseCheck

GreaseCheck

O sensor de lubrificante tem um diâmetro de 5 mm e é montado num orifício da carcaça, o mais próximo possível do rolamento. O sensor está submerso no lubrificante, o que proporciona uma medição ótica do conteúdo de água, turbação e do desgaste térmico e mecânico, assim como da temperatura da massa lubrificante diretamente no rolamento. Esta informação é transmitida por cabo para a unidade de análise. A unidade de análise gera informação sobre o estado do lubrificante a partir das medições, transmitindo-as rápida e facilmente, como sinal analógico.

No passado, os rolamentos eram relubrificados em função do tempo. As quantidades de lubrificante e os intervalos de lubrificação eram calculados numericamente. Se o sensor de lubrificante for usado, a relubrificação pode ser realizada em função do estado do lubrificante.

Graças ao sensor de lubrificante:
  • A lubrificação é adaptada às necessidades
  • Os custos do lubrificante são mais baixos
  • São prevenidas as paragens não planeadas
  • Os custos de manutenção e de reparação são mais baixos
  • Os custos do equipamento são mais baixos
Partilhar página

A Schaeffler aplica os cookies para garantir o melhor uso possível. Ao usar este b site você estará concordando com a aplicação destes cookies. Mais informações

Aceitar